A MARCA NO MUNDO

A CAMEL, primeira marca comercial do mundo, é comercializada atualmente em mais de 100 países ao redor do mundo, sendo a quinta mais consumida do mercado global e terceira no mercado americano. Atualmente são comercializadas no mundo aproximadamente 30 versões diferentes do cigarro CAMEL.

CAMEL

Uma mistura perfeita entre o tabaco turco e o americano resultando em um sabor único e um aroma diferente, proporcionando um prazer em cada tragada. Assim pode ser definido o tradicional cigarro CAMEL, uma das marcas ícones no setor de tabacaria no mundo.

A história

Tudo começou no verão de 1913 quando surgiu nos principais jornais americanos uma manchete misteriosa que faria famosa a marca de cigarros CAMEL: “Os Camelos Estão Chegando” (“The Camels are Coming”). Era a campanha de lançamento de um novo, moderno e prático cigarro no mercado americano, que já vinha enrolado. Isto porque, naquela época, os consumidores preferiam enrolar os cigarros manualmente. A idéia foi da empresa R.J. Reynolds Tobacco (conhecida como RJR e de propriedade de Richard Joshua Reynold), que aproveitando o êxito e o sabor do tabaco para cachimbos “Prince Albert”, resolveu lançar no mercado os cigarros CAMEL, custando apenas 10 centavos de dólares o maço, sendo o primeiro a adotar o método do tabaco “American blend” (algo como mistura americana). Um dromedário (chamado “OLD JOE”), e não um camelo como muitos pensam, pertencente ao circo Barnum & Bailey, foi usado para divulgar o novo cigarro, através de ações ousadas, incluindo eventos em muitas cidades americanas, onde amostras grátis do cigarro, cujo sabor suave agradava aos consumidores, eram distribuídas acompanhadas da presença do animal. A figura do animal também foi utilizada na embalagem do produto, passando a idéia de exotismo à mistura de tabaco, provenientes da Turquia e do estado americano da Virginia.

Apesar de ser um dromedário, a fábrica lançou o cigarro no mercado sem alterar o nome CAMEL. Isto porque, por ser um nome de fácil pronúncia, e de fonética semelhante em vários idiomas – camelo (português), cammello (italiano), camel (inglês), kameel (alemão), a marca teria um apelo muito maior. Segundo outra história, a foto do camelo foi retirada da enciclopédia Britânica. O sucesso do produto, primeiro cigarro lançado nacionalmente nos Estados Unidos, foi tão instantâneo, que no ano seguinte CAMEL venderia 425 milhões de unidades. A marca CAMEL ficou extremamente famosa em 1921, quando a empresa introduziu a popular campanha publicitária com o slogan “I’d walk a mile for a Camel” (“Eu andaria uma milha por um CAMEL”). Dois anos mais tarde, CAMEL tinha conquistado 45% do mercado americano de cigarros em sua categoria. Em 1931 a marca introduziu uma grande novidade: o papel celofane para envolver o maço, preservando assim a frescor do tabaco.

Depois de pesados investimentos de milhões de dólares em propaganda e publicidade, no ano de 1934, a marca se tornaria líder de mercado no ano seguinte. No começo da década de 50, a marca resolveu apostar em uma novidade, os cigarros com filtros, que popularizaram ainda mais a marca CAMEL. Nos anos seguintes, há medida em que iam sendo publicadas notícias sobre os malefícios do tabaco, era necessário promover uma “imagem saudável” do produto. Para tal, a CAMEL convidava atletas e pretensos médicos para afirmar em suas campanhas que, além de calmantes, os cigarros auxiliavam a digestão, não irritavam a garganta e eram um hábito não prejudicial à saúde. A partir da década de 90 foram lançadas inúmeras variações do cigarro como o CAMEL MENTHOL (1996), com leve sabor de menta, e o CAMEL SUPER LIGHTS, com índices reduzidos de nicotina e alcatrão.

A empresa Japan Tabacco, terceiro maior fabricante de cigarros do mundo, possui o direito da marca CAMEL fora dos Estados Unidos desde que assumiu o controle da RJR Internacional em 1999. A nova proprietária da marca no mercado internacional achou que CAMEL precisava de uma imagem mais moderna e provocou alterações, em 2002, nos visuais das embalagens e no logotipo, que ganhou uma cor de ouro com a inscrição “Desde 1913” (“Since 1913”). Nos anos seguintes a marca lançou no mercado outras variações, como por exemplo, CAMEL SILVERS (cigarros ultra-light) em 2005; o CAMEL NUTTY LIGHTS, um cigarro com odor reduzido; CAMEL No. 9 PINK, especialmente desenvolvido para o público feminino, o que incluía o sabor do cigarro e a concepção da embalagem, que estreou em 2007; e até mesmo uma versão com um leve sabor de laranja, introduzida na Ucrânia. Em julho de 2011 a marca deixou de ser vendida no Brasil.

O personagem
Em 1974 foi criado o famoso personagem JOE CAMEL, pelo artista inglês Nicholas Price, para uma campanha de publicidade francesa da marca. Somente no ano de 1987, o personagem foi introduzido nos Estados Unidos para comemorar 75 anos de existência da marca. Quatros anos depois, uma pesquisa apontou que o personagem era reconhecido por 91% das crianças de 5 e 6 anos, percentual similar ao do Mickey Mouse, e mais popular que Fred Flintstone e a boneca Barbie. E mais: pesquisas mostraram que a participação do cigarro entre consumidores com menos de 18 anos havia saltado de 0.5% para 32.8%. Foi justamente essa popularidade entre as crianças que levou a empresa a retirar o simpático personagem de suas campanha publicitárias no dia 10 de julho de 1997. A partir deste momento a marca lançou campanhas voltadas para jovens com mais de 20 anos utilizando conceitos mais adultos.

A ligação com o esporte
A ligação da CAMEL com o automobilismo foi um dos fatores de maior importância para a consolidação e popularidade da marca no mercado. A marca patrocinou várias competições importantes como IMS, que de 1972 a 1983 era conhecida como CAMEL GT; o famoso rali CAMEL TROPHY entre 1980 e 2000; a escuderia de Fórmula 1 Lotus entre 1987 e 1991; e a equipe Honda no campeonato mundial de Superbike na década de 90.

As embalagens
As embalagens dos cigarros CAMEL pouco mudaram em toda sua história. Isto até 2007, quando a linha de produtos da marca passou por uma enorme revolução em seu visual, quando assumiu ares modernos e mais sóbrios.

Os slogans
Pleasure to burn. (2004)
Genuine taste since 1913. (1995)
Genuine taste. (1994)
Taste Camel in a whole new light. (1993, CAMEL LIGHT)
Discover the world’s most satisfying cigarette. (1986)
The world’s fastest growing international brand. It’s a whole new world. (1985)
Camel leads all other brands – by billions! (1951)
Not one single case of throat irritation due to smoking Camels! (1951)

Dados corporativos
● Origem: Estados Unidos
● Lançamento: 1913
● Criador: Richard Joshua Reynold
● Sede mundial: Winston-Salem, North Carolina
● Proprietário da marca: Japan Tobacco Inc.
● Capital aberto: Não
● CEO & Presidente: Daniel Delen
● Faturamento: Não divulgado
● Lucro: Não divulgado
● Presença global: + 100 países
● Presença no Brasil: Não
● Segmento: Tabaco
● Principais produtos: Cigarros
● Principais concorrentes: Marlboro e Lucky Strike
● Mascote: Joe Camel (aposentado)
● Slogan: Genuine Taste since 1913.
● Website: Não tem

A marca no mundo
A CAMEL, primeira marca comercial do mundo, é comercializada atualmente em mais de 100 países ao redor do mundo, sendo a quinta mais consumida do mercado global e terceira no mercado americano. Atualmente são comercializadas no mundo aproximadamente 30 versões diferentes do cigarro CAMEL.

Você sabia?
● A cidade de Winston-Salem, no estado da Carolina do Norte, onde a empresa R.J.R. foi fundada, tem o apelido de “Camel City” em virtude da popularidade do cigarro.

As fontes: as informações foram retiradas e compiladas do site oficial da empresa (em várias línguas), revistas (Fortune, Forbes, Newsweek, BusinessWeek e Time), sites especializados em Marketing e Branding (BrandChannel e Interbrand), Wikipedia (informações devidamente checadas) e sites financeiros (Google Finance, Yahoo Finance e Hoovers).