A MARCA NO MUNDO

O Grupo Campari, sexto maior produtor de bebida do planeta e proprietário de marcas como Cynar, SKYY Vodka e Cinzano, comercializa o famoso CAMPARI, uma das bebidas mais célebres do mundo, em mais de 190 países, ocupando posições de destaque nos mercados italiano e brasileiro, e uma presença forte na Alemanha, Bélgica, França, Estados Unidos e Suíça.

CAMPARI

Originário da Itália, CAMPARI é reconhecido mundialmente por seu exclusivo sabor amargo, pela cor vermelho vivo e por sua versatilidade. Pode ser servido on the rocks ou misturado a água tônica, suco de laranja e uma infinidade de outros ingredientes que produzem um sem número de coquetéis apreciados no mundo inteiro. CAMPARI é a escolha perfeita para quem gosta de sabores originais, um verdadeiro clássico contemporâneo.

A história

A história de CAMPARI teve origem quando Gaspare Campari, ainda jovem viajou a Turim para aprender a preparar licores e outras bebidas finas. Trabalhou como garçom e barman e aproveitava as horas livres para experimentar e testar novas receitas de drinques e bebidas. Em 1860, de volta a Milão, sua terra natal, inaugurou a Fabrica di Campari Gaspare Liquorista, que produzia o elixir Lunga-Vita, o Olio di Rhum e o licor Soprafino Rosa. Pouco depois, com a ajuda de seu irmão mais novo, ele abriu o Caffè Campari, localizado na Galeria Vittorio Emmanuele II, em frente à bela catedral de Milão. Nessa época, todos os proprietários de bares e restaurantes preparavam suas próprias bebidas para servi-las a clientela. Gaspare almejava algo muito maior do que simplesmente servir uma bebida ou coquetel. Ele queria ser lembrado de uma forma especial. Por isso começava cedo a produzir suas infusões e néctares, pensando sempre em agradar seus clientes e se diferenciar da concorrência.

Foi assim que seu “Bitter allíuso di Hollanda”, uma bebida de cor vermelha brilhante e sabor amargo, era servida como entrada (aperitivo) para seus clientes como cortesia. Ele se referia ao coquetel como “amargo da Holanda”. Mas de holandês a bebida não tinha nada. Era apenas um charme de Gaspare, já que as bebidas holandesas estavam na moda naquela época. Mas os clientes sempre pediam “o bitter de Campari”. Exatamente no dia 7 de janeiro de 1889, o primeiro comercial da marca foi veiculado em um importante jornal italiano, no Corriere della Sera. Somente em 1892, foi fundado em Milão o primeiro estabelecimento para a produção industrial da bebida. Esta transformação inicial determinou que a família investisse muito dinheiro atrás de retornos maiores, já que a produção era toda vendida, tamanho o sucesso de CAMPARI. Nesta época a bebida já era presença constante nos principais eventos de Milão.

Imediatamente contrataram vários talentosos artistas e cartunistas como Cesare Tallone, Leonetto Cappiello, Marcello Dudovich e Adolfo Hohenstein para desenhar e criar as tradicionais propagandas da marca. A produção da bebida em larga escala começou somente em 1904 na cidade de Milão com a inauguração da fábrica localizada em Sesto San Giovanni, que se manteve em atividade até 2005, quando a produção do CAMPARI foi transferida para as modernas instalações de Novi Ligure. Rapidamente a bebida estava disponível em vários bares da cidade e região. Incluindo o CAMPARINO, inaugurado pela empresa em 1915 e que se tornou um ponto de encontro para artistas e celebridades da época, frequentado por Verdi, Toscanini, rei Umberto I e até Mussolini. O espaço, que recentemente foi reinaugurado, para servir como um espaço de promoção da marca, é um dos bares mais procurados e conhecidos de Milão. Por volta de 1920, Davide Campari, um dos filhos e sucessor do fundador da empresa, iniciou as atividades de expansão do negócio pelo mundo. Primeiro a bebida estava disponível na badalada cidade de Nice na charmosa Riviera Francesa. Depois, em 1923, CAMPARI começou a ser exportado para Argentina e Somália, e posteriormente produzido em fábricas na França, Suíça e Brasil. Essa expansão internacional ganhou força na segunda metade do século 20. Em 1932 a empresa lançou a primeira extensão da marca CAMPARI com a introdução do CAMPARI SODA, primeiro drinque pronto para beber do mundo, que vinha em uma garrafa com design inovador. O drinque, uma mistura de CAMPARI com soda se tornou um aperitivo ícone na Itália, caracterizado especialmente pela praticidade de consumo.

Na década de 1960, a marca já estava presente em mais de 80 países ao redor do mundo. Nos anos 70 a marca utilizou atores de cinema, como David Niven, Humphrey Bogart e Nino Manfredi, em suas campanhas publicitárias, onde eles davam testemunhais sobre a deliciosa bebida. Durante 20 anos a marca CAMPARI acompanhou o circo da velocidade, especialmente da Fórmula 1, no mundo inteiro. A manobra foi vital para fazer de um pequeno fabricante de Milão, uma marca verdadeiramente global. No início dos anos 1990, por conta da rápida consolidação do mercado mundial do setor, a marca CAMPARI teve que decidir entre crescer através de aquisições ou se conformar e defender um mercado de nicho. Crescimento foi a decisão e um programa de aquisições, que teve início em 1995 com a compra do grupo holandês BoisWessanen, proprietário das marcas Cynar e de alguns refrigerantes, levou-a a competir no mercado global de bebidas. O objetivo foi criar um portfólio de marcas que pudesse ser expandido internacionalmente. Em 2002 a empresa introduziu no mercado a bebida de baixo teor alcoólico pronta para beber CAMPARI MIXX, que combinava o sabor de CAMPARI com deliciosas frutas como laranja e grapefruit.

Em 2010, em comemoração aos seus 150 anos, a inconfundível bebida de cor vermelha e sabor amargo realizou o projeto “Campari Art Label”, uma ação mundial com o lançamento de uma edição limitada de rótulos criados por quatro artistas de renome internacional: Avaf, Tobias Rehberger, Vanessa Beecroft e Romero Britto. No Brasil, o artista escolhido foi o pernambucano Romero Britto. Além disso, a estonteante atriz ucraniana Olga Kurylenko foi escolhida como estrela do tradicional Calendário Campari, cuja série limitada de 9.999 cópias foi distribuída no mundo todo para um seleto grupo de clientes. Nos últimos anos CAMPARI tem investido em eventos de música, campanhas publicitárias ousadas e na associação com estrelas de Hollywood para continuar “cool”, entre os consumidores habituais, e conquistar o público mais jovem, que não tem muita intimidade com a bebida.

A fórmula
CAMPARI é um bitter alcoólico, feito com água destilada, açúcar e mais 50 ingredientes (entre os quais folhas, caules, raízes, frutos e flores), numa receita guardada sob segredo absoluto. É produzido através da infusão de álcool e água destilada, misturada à ervas, plantas e frutas. Após a combinação dos ingredientes, CAMPARI é envelhecido por trinta dias e depois filtrado, para criar um efeito cristalino. O segredo de seu sucesso é a imutável receita original, que leva aproximadamente sessenta ingredientes oriundos dos quatro continentes.

A cor vermelha
A cor vermelha, batizada pela marca de Red Passion, é entendida como um modo de viver e pensar, uma expressão artística, uma experiência e um ideal. A sensualidade cosmopolita da Red Passion vinda de CAMPARI está presente em toda a comunicação da marca: propagandas, calendário, ações de marketing, eventos, coquetéis e na Internet. Afinal, onde há CAMPARI há paixão e onde há paixão há o desejo de se fazer mais, ser mais e expressar mais.

O calendário
Uma das mais eficazes ferramentas de marketing da marca italiana atende pelo nome de CALENDÁRIO CAMPARI. Resultado do estreito relacionamento da marca com o mundo cultural e artístico, o tradicional calendário teve sua primeira edição lançada no ano de 2000, e rapidamente se transformou em um objeto de desejo pelo mundo afora. As primeiras edições transmitiam, através de belíssimas fotografias, sensualidade e paixão. Depois de estrelar verdadeiras beldades como Salma Hayek (2007), Eva Mendez (2008), Jessica Alba (2009) e Olga Kurylenko (2010), o calendário 2011, intitulado de “The Red Affair”, trouxe como protagonista o ator porto-riquenho Benício del Toro, clicado pelo fotógrafo Michel Comte. Essa foi a primeira vez que um homem ilustrou as páginas do icônico calendário da marca. Já em 2012 o calendário foi estrelado pela atriz Milla Javovich e, em 2013, pela sensual Penélope Cruz. Anualmente são produzidas apenas 9.999 cópias do cobiçado calendário, distribuídas através de um selecionado mailing de clientes.

Os slogans
Só ele é assim.
Red Passion.
Campari. It’s Fantasy. (anos 80)
Campari. Questo è l’aperitivo. (1948)

Dados corporativos
● Origem: Itália
● Fundação: 1860
● Fundador: Gaspare Campari
● Sede mundial: Sesto San Giovanni, Itália
● Proprietário da marca: Davide Campari-Milano S.p.A.
● Capital aberto: Não
● CEO: Bob Kunze-Concewitz
● Faturamento: €400 milhões (estimado)
● Lucro: Não divulgado
● Fábricas: 15
● Presença global: 190 países
● Presença no Brasil: Sim
● Maiores mercados: Itália, Brasil e França
● Funcionários: 4.000
● Segmento: Bebidas alcoólicas
● Principais produtos: Bitter e bebidas prontas
● Concorrentes diretos: Cinzano, Martini, Aperol, Carpano e Punt e Mês
● Ícones: A cor vermelha e o calendário Campari
● Slogan: Só ele é assim.
● Website: www.campari.com

A marca no mundo
O Grupo Campari, sexto maior produtor de bebida do planeta e proprietário de marcas como Cynar, SKYY Vodka e Cinzano, comercializa o famoso CAMPARI, uma das bebidas mais célebres do mundo, em mais de 190 países, ocupando posições de destaque nos mercados italiano e brasileiro, e uma presença forte na Alemanha, Bélgica, França, Estados Unidos e Suíça. Anualmente mais de 2.9 milhões de caixas de 9 litros da bebida são comercializadas no mundo inteiro. O Brasil representa hoje aproximadamente 7% do faturamento global do grupo, vendendo mais de 500 mil caixas de CAMPARI por ano.

Você sabia?
● O primeiro, e mais famoso, drinque com CAMPARI, surgiu em 1860 no Caffè Campari, e ficou conhecido inicialmente como “Milano-Torino” por causa de seus ingredientes: Campari, de origem em Milão, e o vermute, de Turim (Torino), Por volta de 1900, foi apelidado de AMERICANO, pela grande quantidade de norte-americanos que viajavam à Itália, conheceram o coquetel e começaram a pedir com frequência, acrescentando um pouco de água gaseificada (ou club soda). O drinque se transformou em um clássico da coquetelaria mundial.

As fontes: as informações foram retiradas e compiladas do site oficial da empresa (em várias línguas), revistas (Isto é Dinheiro, Época Negócios e BusinessWeek), jornais (Meio Mensagem), sites especializados em Marketing e Branding (BrandChannel e Mundo Marketing), Wikipedia (informações devidamente checadas) e sites financeiros (Google Finance, Yahoo Finance e Hoovers).